A pitinha põe o ovo…

Coffeetime

Assim como nós adultos, as crianças também desenvolvem as suas preferências a nível da alimentação, isto é, gostam mais de umas coisas que de outras. E quanto mais cedo forem apresentados aos legumes (coisas verdes) menor é o seu grau de resistência ao longo do tempo.

Infelizmente, a maioria delas gosta mais de um docinho que de uma maçã.

Contra isto, por vezes é difícil lutar, mas há no entanto que assegurar que a sua criança têm uma dieta tão nutritiva e espectacular quanto possível e isso inclui os não doces e até os doces.

A chave mestre do sucesso neste processo é simples, chama-se exemplo. O impulso para imitar é imenso nas crianças, logo é importante que adore vegetais,ou que caso não goste,consiga pelo menos comê-los sem fazer caretas ou tapar o nariz (sim, estou a referir-me a si).

Deixo-vos algumas dicas que tendem a descomplicar o hábito da alimentação saudável:

Refeições em família regularmente e pontualmente – Habituar o organismo a alimentar-se sempre por volta da mesma hora é uma das melhores formas de garantir que na hora pretendia os seus pequenos têm fome.

Cozinhe a maior parte das refeições da sua família – A maioria das refeições preparadas em restaurantes ou as congeladas tendem a ter mais gorduras, açúcar ou sal. Já para não falar que se torna num peso maior no orçamento.

– Dê aos pequenos o cargo de “sous-chef” da sua cozinha – Compre um avental infantil e um daqueles chapéus deliciosos de cozinheiro e peça a ajuda na confecção do jantar da família, atribuía-lhes responsabilidade e dê-lhes oportunidade para os elogiar pelo seu empenho e competência. Peça ajuda na lista de compras ou na leitura da composição dos ingredientes.

– Encha os locais onde os mais pequenos procuram batatas fritas, sumos ou bolos (daqueles embalados em pacotes individuais e carregados de açúcar e chocolate) de bolachas mais saudáveis, fruta e sumos naturais. Procure receitas de pequenos tira-fome saudáveis ((snacks), existem imensas e na maioria das vezes são muito práticas de preparar e económicas.

Aproveitem o jantar para conversar é que até os legumes se comem melhor quando estamos distraídos com as gargalhadas e a partilha de histórias fantásticas de um dia inteiro passado fora de casa.

Cristina Nogueira da Fonseca

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s