tim tim por tim tim – explicar o divórcio

FF - Artigo

Qualquer divórcio é um momento de grande mudança, (re)aprendizagem e (re)adaptação para toda a família. Para os pais de pequenos entre os 2 e os 6 anos, por vezes a situação torna-se ainda mais complexa. Como explicar? O que dizer? O que é que ele já compreende? Devemos explicar muito ou só explicamos tim tim por tim tim se virmos alguma mudança de comportamento?

Devem explicar muito e é importante que sejam o mais concretos possíveis. É essencial que o vosso filho tenha o máximo de informação possível sobre o que vai acontecer e sobre que mudanças vão ocorrer. Quanto mais informação tiver, menores serão os seus níveis de ansiedade e mais rápida será a sua adaptação.

Sejam concretos

O vosso pequeno precisa de saber o que é que a palavra “separação ou divórcio” significa, ou seja, logística e literalmente que impacto vai essa mudança ter na vida dele e mesmo que ainda não saibam bem o tamanho e impacto das mudanças na vossa família digam o que sabem, “ a mãe vai ficar nesta casa e o pai vai ter uma casa dele, tu vais viver em ambos os sítios, vais ter roupa e brinquedos em casa do pai e roupa e brinquedos em casa da mãe”, partilhem o máximo de informação que tiverem, onde vai ser a casa do pai, quando a podem ir conhecer, ou se o pai ou a mãe vão ficar com amigos durante uns tempos ou num hotel, o importante é que quanto mais informação transmitirem, mais preparado o vosso pequeno ficará.

Resistam à tentação de “dourar a pílula”

Resistam a frases como “as coisas não vão mudar muito”, porque vão. Apesar das excelentes intenções desta e de outras frases como “continuamos a ser uma família” ou “continuamos a amar-nos muito” a verdade é que isso pode confundir uma criança numa fase em que ela precisa de explicações concretas e preto e branco. Os pais e as mães decidem separar-se da mesma forma que por vezes deixamos de querer ser os melhores amigos de alguém.

Permitam o para trás e para frente.

Roupa, brinquedos e o que quer que seja, permitam que o vosso pequeno ande com o que quiser de uma casa para a outra, nada é mais importante neste momento que rotina e conforto, sobretudo numa fase inicial.

Comuniquem o calendário

Por vezes as crianças ficam confusas quanto aos dias que vão para a mãe ou para pai, não sabem quem é que os vai ficar ao infantário e isso a maioria das vezes acaba por trazer stress e ansiedade acrescidas e desnecessárias. De manhã, antes de sair de casa ou no caminho, reforce quem é que o vai buscar ao fim do dia.

Podem optar por colocar um calendário que colocam no quarto dele, circulando a azul os dias em que vai para o pai e a vermelho os dias em que estará com a mãe, isto dará um estimulo visual muito importante para a sua orientação.

Os pais são livres de “dourar a pílula” um com o outro. Aconteça o que acontecer, no fim do vosso amor ficou uma vida para a vossa vida. Sejam crescidos.

Cristina Nogueira da Fonseca

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s